O TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) refere-se a um transtorno de comportamento, caracterizado por dificuldades de atenção, no controle do impulso e no gerenciamento de tarefas.
Trata-se de um transtorno neurológico de causas genéticas, que aparece na infância e acompanha o indivíduo por toda vida. Além desses traços definidores, costumam se manifestar outras séries de sintomas tais como agressividade, negativismo e dificuldade.

O indivíduo com TDAH, é inteligente, criativo e intuitivo, mas não consegue expressar todo seu potencial, pois apresenta um alto nível de desatenção, inquietação e falta de controle. Em sala de aula aparecem as dificuldades em concentrar-se: qualquer agitação ou movimento diferente, já é motivo de inquietação e desvio de foco. Em situações como palestras, filmes, ou atividades que exijam maior concentração, a pessoa com TDAH perde-se na sua impaciência, pois não consegue sentar-se e prestar a atenção no que está sendo trabalhado, ficando o tempo todo mexendo em algo ou apresentando uma movimentação excessiva dos pés e das mãos.

“Independentemente da idade, o tratamento do TDAH, desde que diagnosticado corretamente, tem tudo para fazer com que o indivíduo possa desempenhar suas atividades normalmente”

A avaliação da criança que apresenta características de TDAH deve ser feita por especialistas da área, pois a aparição de apenas alguns dos sintomas citados, pode ser insuficiente para determinar o diagnóstico. Chegando à conclusão de que o aluno realmente possui TDAH, inicia-se o tratamento, que é um processo que exige paciência de todos (principalmente dos pais). Dependendo do quadro apresentado, este período para trabalhar o controle dos impulsos da criança, pode durar meses, anos, ou até a vida toda.

No que tange a escola, esta deve aceitar o desafio e reavaliar seus métodos, capacitar e dar suporte aos professores para que inovem nas atividades voltadas para necessidade do aluno hiperativo, no intuito de identificar suas necessidades, respeitar sua individualidade e as limitações impostas pelo contexto familiar, escolar e social.

Dentro deste contexto, na escola, o ideal para o aluno seria:

– Estar em uma classe menor e reservada, com mais de um professor por turma;

– Realizar atividades em grupos pequenos, longe de janelas e portas;

– Ter a localização da carteira próxima ao docente;

– Vivenciar uma estrutura previsível das atividades a serem realizadas;

– Permitir somente o material necessário sob a carteira;

– Não permitir que as atividades programadas para serem feitas em sala de aula sejam feitas em casa.

Em casa, as orientações também devem ser sistematizadas:

– Ter uma rotina familiar estável;

– Definir horários para comer e para dormir;

– Dar orientações de forma clara, pausada, e próximo à criança para que haja compreensão correta;

– Preparar um local apropriado para o estudo, sem objetos e ou coisas que gerem distrações.

Outro ponto importantíssimo para pais e professores, é saber separar as situações entre estar desatento ou agitado, e realmente possuir o TDAH. Qualquer pessoa pode passar por momentos de desatenção ou ter uma situação que o force a sair de sua rotina. Por isso, faz-se mais do que necessário o acompanhamento por uma equipe multiprofissional, composta por psicólogos, psiquiatras, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, pedagogos e psicopedagogos entre outros.
Independentemente da idade, o tratamento do TDAH, desde que diagnosticado corretamente, tem tudo para fazer com que o indivíduo possa desempenhar suas atividades normalmente, melhorando seu desempenho acadêmico, comportamental e profissional.


Matéria por:

  • Luciana Invernizzi Milani
    Luciana Invernizzi Milani
    Colunista
Luciana Invernizzi Milani
Colunista

Graduada em Pedagogia
Pós Graduação em Gestão Educacional
Atuante na área da Educação há 11 anos. Atualmente Coordenadora da Educação Infantil no Colégio Lacordaire Sant’Anna

Clique aqui para acessar todos os textos do colunista


[td_block8 category_id=”376″ limit=”4″]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here