Um novo estudo publicado na Revista Proceedings da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, diz que exagerar no “bom trabalho!”, “perfeito!” e “você é demais!” e etc, sem nenhum motivo ou critério, pode criar crianças com egos inflados e, consequentemente, adultos orgulhosos e convencidos.

“As crianças cujos pais as “supervalorizavam” eram mais propensas a ser narcisistas, mas não necessariamente possuíam maior auto-estima que os demais”

Ninguém está sugerindo que não devemos elogiar nossos filhos por suas realizações. Mas supervalorizando cada pequena coisa que a criança faz (“Você escovou os dentes hoje! Uau! Mamãe está muito impressionada!”), pode causar efeitos indesejados sobre ele, principalmente quando for mais velho.

Os pesquisadores procuraram testar duas teorias de como o comportamento narcisista se desenvolve. A primeira teoria era de que os pais sobrevalorizavam os resultados de seus filhos. A segunda teoria era de que os pais não eram bons o suficiente ( no sentido de transmissão clara de valores), então seus filhos eram forçados a buscar a aprovação de outras formas, em excesso.

Participaram do teste jovens holandeses, com idades entre 7 e 11 anos. Junto com seus pais, eles preencheram questionários a cada 06 meses por 18 meses. Como relata a Revista Forbes, alguns dos exemplos de perguntas as crianças responderam foram:

“Crianças como eu merecem algo extra.”

“Crianças como eu são felizes consigo mesmas.”

As crianças cujos pais as “supervalorizavam” eram mais propensas a ser narcisistas, mas não necessariamente possuíam maior auto-estima que os demais.

Então, qual é a diferença? O Co-autor do estudo, Brad Bushman explicou à Forbes que os jovens com auto-estima elevada acham que eles são tão bons quanto os outros, ao passo que os narcisistas acham que eles são melhores do que os outros. As crianças acreditam nisso quando seus pais lhes dizem que eles são “mais especiais” do que seus colegas. Isso pode não ser bom para eles, e muito menos para a sociedade.

O resultado

A pesquisa mostrou que as crianças narcisistas são mais propensas a ter problemas com o controle da raiva quando adolescentes ou adultas. Portanto, a mensagem que fica para os pais é muito clara: permitir que seus filhos sejam considerados mais especiais do que qualquer outra pessoa pode ser prejudicial. Não significa que não sejam especiais para você, mas sim que não são melhores do que os outros.

FONTE: Parenting

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here