Que a era da tecnologia trouxe inovações com fins de compartilhar o conhecimento, através das redes sociais e aparelhos sofisticados, muita gente já está ciente. Que o vício em acessar as informações a qualquer momento do dia já se transformou em objeto de estudo de algumas pesquisas, muitos docentes também já sabem. Mas como proceder quando esse objeto de estudo está a todo o momento na sua frente?

Um dos grandes desafios do Professor, hoje, é competir com os aparelhos eletrônicos enquanto ministra suas aulas. Frequentemente, esse tipo de situação vira alvo de desentendimentos entre ele e o aluno, podendo gerar desconforto naquele momento e, até mesmo, ao comprometer o conteúdo que deve ser ministrado.

Querido professor, eu aprendi durante minha trajetória profissional que no momento em que algo ou alguém nos atrapalha, devemos trazer para perto de nós e não afasta-lo. Por isso, quando o aluno pensar que o celular dele é teu pior inimigo, mostre o inverso. Hoje, sabemos que existem diversas ferramentas e tecnologias associadas à educação, facilitando o aprendizado de conceitos, procedimentos e acesso à informação que podem complementar uma ideia que surgiu na aula.

A minha sugestão é: Associe sua aula a tecnologias, como aplicativos, de forma a dinamizar o processo ensino-aprendizagem. Procure agregar conceitos tecnológicos a sua área de ensino, demonstrando que a era do iPhone não veio para ser sua adversária e sim uma aliada. Com isso, cumprimos nosso papel de ministrar as aulas e ao mesmo tempo, as adaptamos à realidade do aluno.

E se ele perguntar:

– Professor, posso usar o celular pra conferir essa informação?

Responda: iPode!

Colunista: Raí Rocha

  • Raí Rocha
    Raí Rocha
    Colunista
Raí Rocha
Colunista

Raí Rocha é Bacharel e Licenciado em Enfermagem pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Pós-graduado em Gestão e Docência do Ensino Superior (UNESA) e em Estratégia de Saúde da Família (UFF). Mestre na área de Neonatologia e Doutorando na área de Educação(UFF). Possui 12 anos de experiência na área da educação atuando nos níveis médio, técnico e superior. Autor de artigos científicos na área da Educação e Saúde. Premiado como “um dos 10 trabalhos mais relevantes da área da Saúde” no Seminário Vasconcelos Torres da UFF.

Atualmente é Sócio/Diretor Pedagógico do Curso A+ Educação Complementar, empresa prestadora de serviço na área educacional com ênfase no Ensino Superior. Atua como Professor da área de Saúde da Criança e do Adolescente no Centro Universitário Anhanguera de Niterói e da Pós-Graduação em Saúde da Família do Centro Universitário Celso Lisboa.

Curte assuntos relacionados à Psicologia, Comunicação, Pediatria, Cultura Francesa e Viagens.

Clique aqui para acessar todos os textos do colunista
E-mail pessoal
Facebook
Instagram


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here