Você também tem a sensação que as festas do fim de ano foram ontem?

Hoje é dia… e observe que o tempo passa, e passa com se estivesse curtindo uma praia ou  uma viagem.  O tempo flui e a cada segundo muitas coisas vão acontecendo.

Essa impressão de que o tempo passa rápido demais, está diretamente agregada à rotina que assumimos no nosso dia-a-dia, acordar, trabalhar, estudar, dormir… Assim vamos vivendo em uma grave armadilha: Deparamos-nos com o tempo que passa e que jamais voltará, ele urge diante do futuro que nem sempre nos ‘presenteará’ com o resultado que queremos.  Quais são as suas atitudes para realizar o que deseja para o novo ano? (quais são suas atitudes para realizar o que desejou este ano novo – ou quais são suas atitudes para realizar o que deseja neste novo ano. Acho que a segunda construção fica melhor!).

2015 já se foi e muitas coisas aconteceram e jamais poderemos voltar, mas começamos um novo ciclo, e lhe pergunto:

Quais foram suas maiores conquistas no ano que passou?

Quais conquistas você vai realizar nesse novo ciclo?

O que realmente você vai fazer para atingí-las?

Quando vai começar?

Por que você merece essas conquistas?

Para que o saldo seja positivo neste ano, quero compartilhar com você cinco vias para realizar com maestria suas metas.  Existem três tipos de metas: metas de ser, ter e fazer e acredito que você já tenha suas metas na cabeça, certo?

A primeira atitude é:

ESCREVA NO PAPEL

Ter as metas e objetivos apenas na cabeça, ou digitalizadas criam vínculos minúsculos no cérebro, mas ao escrever potencializamos a realização daquilo que escrevemos. Faz toda a diferença quando usamos a caneta e o papel.

Em 1953, pesquisadores da universidade americana de Yale fizeram uma pesquisa com todos os formandos desse ano e perguntaram quem deles tinha metas definidas e escritas sobre o seu futuro. Não é de se admirar que apenas 3% tinha. O que é impressionante é que 20 anos depois os pesquisadores entrevistaram esses alunos e constataram que os 3% não apenas estavam mais alegres, apaixonados e de bem com a vida do que o resto, como também esses 3% valiam mais em termos financeiros do que os 97% JUNTOS!

Existiram muitos outros estudos sobre esse tópico sempre provando que o simples fato de escrever uma meta aumenta significativamente as chances de alcançá-la. O estudo mais detalhado sobre o tema até o momento foi o de uma universidade na republica dominicana em que dividiram 149 participantes (entre eles, empreendedores, professores, artistas, banqueiros, etc) em 5 grupos.

O primeiro grupo só foi pedido que pensassem sobre a meta.  O segundo para que também escrevesse.  O terceiro além de escrever teve que formular algumas ações que gerassem compromisso.  O quarto teve que enviar suas metas e compromissos a um amigo e o quinto, além disso tudo, tinha que mandar um relatório semanal ao seu amigo.

Ao final do estudo foi notado que o quinto grupo, como era de se esperar, foi o mais bem sucedido no alcance de suas metas, seguido pelo grupo, 4º e 2º. Quer dizer que formular ações que gerem compromisso não é importante? É importante sim, só que sem se comprometer com um amigo, essas ações escritas no papel não significa muito. E quando comparamos os grupos que escreveram a meta e aquele que não escreveu, a diferença é ainda maior.

Um estudo de 2007 feito por Richard Wisemen envolvendo mais de 3.000 pessoas para a universidade de Bristol no Reino Unido mostra que por definir claramente as metas e se comprometer com alguma pessoa aumentam as chances do alcance da meta em 22% e 10% respectivamente.

Então, coloque já suas metas no papel e comprometa-se com você mesmo, afinal é na hora da decisão que você traça seu destino.

A segunda atitude é:

COLOQUE DATAS

Metas sem datas são pura ilusão.  Quantas vezes você já disse que ‘um dia’ ia fazer tal coisa, como uma viagem, uma passeio? Encontrou amigos e disse que ia marcar uma visita? Mas nada aconteceu…  É importante que sejamos específicos, é preciso colocar data naquilo que desejamos realizar.  Já vimos como é importante o compromisso e dedicação com nossos objetivos.

A terceira atitude é:

QUADRO DE VISÃO

Muitos dos meus clientes de coaching ficam um pouco fechados nesse momento, mas aceitam o desafio e colhem os resultados.  O quadro de visão deve ser simples e com fotos, gravuras, que sejam importantes para você em relação as suas metas, como por exemplo: carro, casa , viagem, faculdade… As imagens devem ser o mais próximo daquilo que você deseja.  O quadro de visão deve ser colocado em um lugar que fique aparente, para que você olhe diariamente e seu cérebro fique sintonizado com aquilo que deseja.

A quarta atitude é:

PLANO DE AÇÃO

Ao criar um plano de ação, cada uma de suas metas precisa ter data e valor, pois com isso você dará sentido ao seu plano de ação.  É importante priorizar o que deseja principalmente se forem metas do ‘ter’.  É preciso priorizar o que vai ser feito e como será feito, seu plano de ação precisa ser palpável, seu cérebro deve acreditar que dará certo.

A quinta atitude é:

COMPARTILHE

Foi isso que os dois últimos grupos fizeram, pois todas as vezes que você fala seus objetivos e metas, com pessoas que você confia, elas vão torcer para que você realize.  O poder da palavra é tão grande que isso lhe dará mais forças para realizar suas metas.

 

Lembre-se que o mapa não é o território e tão pouco sua biografia não é seu destino.

Assuma a direção de sua vida e festeje suas conquistas!


Colunista: Paulo Cesar de Oliveira

  • Paulo Cesar de Oliveira
    Paulo Cesar de Oliveira
    Colunista
Paulo Cesar de Oliveira
Colunista

Filósofo e Teólogo formado pela Faculdade São Bento do Rio de Janeiro, Coach pela International Coaching Community (ICC) Master Practitioner em Programação Neurolinguística pelo Instituto de Neurolinguística Aplicada (Inap).
Paulo Cesar realiza palestras com foco em Liderança, Motivação, Vendas e Comunicação é especializado no desenvolvimento do potencial humano por meio do Autoconhecimento e do aumento da Competência Emocional e Busca do Sentido.Criador do Programa “Metanoia – Mudança de Comportamento e Pensamento”, com alto impacto atitudes geram resultados concretos, Paulo Cesar com sua longa experiência saber fazer os participantes encontrarem o que há de melhor dentro de si e os conduz a novas realidades.

Formações
• Filósofo pela Faculdade São Bento do rio de Janeiro;

• Teólogo pela Faculdade São Bento do rio de Janeiro;

• Coach pela International Coaching Community (ICC);

• Formação em Coaching com PNL pela IbraCoaching;

• Formação, Profissionalização e Certificação Internacional em Coaching, Mentoring e Holomentoring® pela Holos Desenvolvimento Humano EAD Brasil;

• Master Practitioner em Programação Neuroligüística pela khalan;

• Participou de eventos diretamente com Rodrigo Cardoso, criador do Programa Ultrapassando Limites.

Livros
• Organização de Eventos – Do Casual ao Congresso;

• Entrevista de Emprego – Guia para Entrevistador e Entrevistado;

• Inteligência Emocional – História, Conceitos e Utilização;

Clique aqui para acessar todos os textos do colunista
Site Próprio
E-mail


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here